Hoje é 15 de dezembro de 2017

Sonegar impostos: multas chegam a 225%

Empresas que sonegam impostos no Brasil geram cada vez mais prejuízos aos cofres públicos. É verdade que a carga tributária no País é alta, mas as companhias que sonegam e são descobertas pelo Fisco podem ter prejuízos enormes em todas as esferas, sobretudo no pagamento de multas.

Atualmente, segundo o Ministério da Fazenda, as 500 empresas que mais devem para a União somam uma dívida de mais de R$ 390 bilhões.

No entanto, precisamos considerar que em muitos casos, a sonegação fiscal não acontece propositalmente por uma empresa que age de má fé. São comuns as situações em que esse crime decorre de uma aplicação errada de alíquotas ou em função do não pagamento do valor total devido.

Assim, o primeiro ônus para as companhias é o recebimento de multas. Os valores dessas autuações não são iguais. Há uma diferença considerável caso a própria empresa acuse seu erro.

Já se a sonegação for descoberta durante uma fiscalização, será cobrada uma multa de 75% sobre o total de imposto devido, além de 50% sobre o pagamento mensal. Ainda existem casos em que as penalidades podem ser multiplicadas, elevando a multa para até 225% sobre o que a companhia devia no começo.

Mas caso o próprio negócio informe para o Fisco o erro que cometeu e busque regularizar sua situação, a multa é de, em geral, 20% sobre o valor devido.